• sexta, 14 de agosto de 2020
  • |
  • 23:33
Foto: Divulgação

Promulgada a Lei de autoria do vereador Euripinho, que inclui o ensino de Libras no currículo escolar

29/07/2020


O vereador Olimpio Jorge Naben (Euripinho) apresentou o Projeto de Lei que regulamenta a inclusão da Língua Brasileira de Sinais – Libras, no currículo escolar do Sistema Municipal de Ensino de Barretos. O projeto foi aprovado pelos vereadores e, no dia 22 de julho, através do Diário Oficial do Município, a Lei foi promulgada.


A partir de agora, o sistema Municipal de Ensino do Município de Barretos deverá adotar as medidas necessárias para a efetiva implantação da obrigatoriedade da inclusão da Libras, no currículo escolar das instituições públicas de ensino que o compõem, desde a educação Infantil.


A lei expõe que as instituições públicas de ensino integrantes do Sistema Municipal de Educação de Barretos devem garantir às pessoas com deficiência auditiva e prejuízos auditivos e barreiras na aquisição/emissão da linguagem oral para o acesso à comunicação, à informação e à educação nos processos, nas atividades e nos conteúdos curriculares desenvolvidos em todos os níveis, etapas e modalidades da Educação oferecida na área de sua abrangência.


A Lei ainda menciona que o Sistema de Educação do Município deverá: promover curso de capacitação continuada para professores; metodologias de ensino práticas no contexto escolar da Libras; a tradução e a interpretação de Libras para a Língua Portuguesa; o ensino da Língua Portuguesa como segunda língua para pessoas surdas e/ou deficientes auditivas; ofertar, obrigatoriamente, desde a educação infantil, o ensino de Libras e também da Língua Portuguesa, como segunda língua para os alunos surdos e/ou deficientes auditivos; assim como a seus familiares, garantir o atendimento às necessidades educacionais de alunos surdos, desde a educação infantil, nas salas de aula e, também, em salas de recursos específicos, em turno contrário ao da escolarização regular; entre outras medidas importantes para a inclusão.


Além disso, a referida lei fala que para a formação específica do professor de Libras, do instrutor de Libras e do tradutor e intérprete de Libras, para a Língua Portuguesa poderá ser firmada parceria com instituições de Ensino Superior (Estadual e Federal) para a capacitação do Professor de Libras e do Professor de AEE.


O vereador Euripinho espera que a municipalidade se prepare para atender a legislação.


Euripinho enaltece que “é de grande relevância para nós termos o reconhecimento da importância do ensino de Libras na educação, assim confirmamos nossa preocupação com os deficientes auditivos e combateremos a exclusão da população surda na vida estudantil, possibilitando a inclusão social e contribuindo para a conscientização de todos sobre a importância da Língua Brasileira de Sinais para a nossa sociedade”.




COMPARTILHE PARA SEUS AMIGOS:

Banner 2

VÍDEO EM DESTAQUE (ANUNCIE AQUI)

PUBLICIDADE

TEMPO

COTAÇÕES

IMAGENS DA SEMANA

MAIS LIDAS DA SEMANA

    Sem matéria cadastradas como mais lidas!