Pedágios ficam mais baratos a partir da semana que vem em quatro praças das Rodovias Anhanguera e Atílio Balbo

A partir da zero hora da próxima sexta-feira (dia 18/5), as tarifas de pedágio ficaram mais baratas nas quatro praças das rodovias estaduais paulistas Anhanguera (SP 330), Atílio Balbo e Armando Salles Oliveira (SP 322). O benefício atende aos veículos que utilizam diariamente os trechos dessas duas rodovias e integra a política pública da 4ª etapa do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo que prevê uma série de benefícios e modernizações para a malha paulista. Por exemplo, na praça de Ituverava (Rodovia Anhanguera, SP-330), a redução da tarifa vai variar de R$ 2,10 (pagamento manual) a R$ 2,65 (pagamento eletrônico). Para ter ideia do que isso representa, o usuário que passa nos dias de trabalho na praça de Ituverava pode alcançar uma economia mensal de R$ 92,40 no pagamento do pedágio manual. Caso opte pelo pagamento automático, a economia pode ser de R$ 116,60 devido ao desconto adicional de 5% na tarifa.

Isso ocorre porque, no ano passado, foram licitados dois lotes de rodovias estaduais sendo um deles o denominado “Rodovias do Centro Oeste Paulista” que inclui 299 milhas de trechos operados pela vianorte desde março de 1998. Com o termo do contrato da Vianorte, prevista para a zero hora do dia 18/5, a conduzida Entrevias, vencedora da nova licitação, assume essa malha no eixo entre Bebedouro, Ribeirão Preto e Igarapava já com redução tarifária prevista contratualmente pelo Governo do Estado. Um desconto adicional de 5% será concedido a todos os usuários que optarem pelo pagamento de forma eletrônica pelas cabines de cobrança automática – atualmente 56% dos motoristas já pagam o pedágio nesse modelo nas rodovias paulistas. Veja abaixo os novos valores da tarifa e as reduções em reais de cada praça:

Tecnologia pioneira com pagamento mais justo para todos. Entre as inovações do contrato está a adoção de um modelo pioneiro no país de “cobrança semiautomática” com foco nas motos, que passarão a pagar metade da tarifa de pedágio dos veículos de passeio. Os motociclistas terão como opção pagar por meio de uma pulseira ou um cartão doméstico com chip pré-pago, evitando assim ter que tirar as luvas, manusear bolsos e bolsas e, ainda, ter que guardar o troco no momento da passagem. A adesão ao pagamento por chip é opcional. As concessões concedidas desde 2008 preveem a cobrança para motos frente ao crescimento da frota, pois os serviços prestados como socorro médico e mecânico são para todos os usuários sem distinção, tornando o modelo mais justo para todos – sendo uma das medidas que possibilitaram a redução do valor do pedágio.

Duplicações, Vias Marginais, Passarelas e Ciclovias. A Entrevias já opera 271 milhas no trecho sul do lote Rodovias do Centro Oeste desde julho do ano passado, no eixo entre Florínea e Borborema. Já foram feitas obras de restauração e recapeamento de pavimento, buracos removidos, degraus e desníveis e as adequações necessárias na sinalização, entre outras melhorias iniciais seguindo os rigorosos critérios das concessões de rodovias paulistas que figuram entre as melhores do país. Além dessas intervenções emergenciais que estão sendo realizadas, também há obras de extensão das rodovias. Serão investidos R$ 3,9 bilhões ao longo dos 30 anos de contrato. Desse total, R$ 2,1 bilhões devem ser investidos em obras e melhorias para os usuários já nos oito primeiros anos da concessão. Estão previstas a duplicação de aproximadamente 200 milhas de pistas (ida e volta), além de 146 milhas de ciclovias, novas passarelas e vias marginais.

Inovações. A nova concessão traz várias inovações com o objetivo de oferecer ao usuário serviços de melhor qualidade. A fornecido irá equipar a rodovia com Wi-Fi (rede de dados sem fio) ao longo de toda a malha a fim de levar ao usuário informações sobre o sistema, atualizando-o, por exemplo, sobre a situação do trânsito. Para maior segurança e fluidez do trânsito, as estradas serão totalmente monitoradas por câmeras inteligentes.

4ª Etapa do Programa de Concessões Paulista. O lote Rodovias do Centro Oeste Paulista, operado pela Entrevias, foi a primeira da 4ª Etapa do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo. O próximo dia 18/5 marca a primeira transição de concessão de rodovias no Estado, quando a Vianorte encerrar seu contrato tendo obras e investimentos realizados em conservação e operação que necessitam para a Anhanguera (SP 330) se tornar a 4ª melhor rodovia do país sendo classificado como “ótima” pela Confederação Nacional dos Transportes – CNT. Os bons resultados dessa 1ª Etapa do programa que completa 20 anos atraíram novos parceiros para o Estado de São Paulo em licitações bem sucedidas realizadas no ano passado.

A Entrevias Concessionária de Rodovias S/A foi criada pelo Pátria Investimentos (via Fundo III de Infraestrutura), grupo que apresentou a melhor oferta na licitação realizada no dia 10 de março, na sede da B3 (antiga BM&F Bovespa): R$ 917, 2 milhões, configurando ágio de 130,89% sobre o lance mínimo de R$ 397 milhões relativos à primeira parcela da outorga da concessão. O resultado, considerado histórico dentro do Programa, marcou a confiança e confiança nos projetos do Governo do Estado de São Paulo – o que assegurou os investimentos necessários para a recuperação e reforço da malha viária que atende 30 municípios paulistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + doze =

Scroll to Top