• terça, 19 de fevereiro de 2019
  • |
  • 08:12

Polícia Ambiental intensifica Operações durante a Piracema em toda região

04/02/2019


A Polícia Ambiental de Barretos vem intensificando as fiscalizações e operações durante o período da Piracema e também averiguando várias denúncias. Somente neste final de semana foram três ações desencadeadas pelas equipes do policiamento ambiental que resultaram em multa e apreensões. Na primeira operação, em atendimento a denúncia de mineração no Rio Grande, a equipe composta pelo Sargento Casagrande, Cabo André Luís e Soldado J. Silva, mediante patrulhamento embarcado no Rio Grande, município de Colômbia, constatou uma Draga em pleno funcionamento, extraindo cascalhos do fundo do manancial, tendo 2 trabalhadores, sendo 1 na esteira (bica) e 1 mergulhador. Indagados sobre a autorização do DNPM e licenças ambientais, informaram não possuir, alegando que foram contratados por um indivíduo de vulgo "Periquito" de Frutal, para localizar diamantes, e que desconhecem seu endereço ou nome completo. A Equipe constatou ainda que na embarcação havia uma rede de pesca de 20 metros e dois caniços com molinetes acoplados, tendo capturado 4 kg de peixes nativos das espécies Curimba e Mandi. Foi dado voz de prisão por crime de pesca (Art. 34) e mineração (Art. 55), ambos da lei 9605/98. Administrativamente, serão elaborados os Aias de pesca no valor de R$780,00 para cada pescador. Quanto a mineração a autuação cabe a CETESB. A ocorrência foi apresentada na DEL POL FEDEDERAL de Ribeirão Preto.


Na segunda operação, esta já pelo município de Guaraci, com vistas a caça e pesca predatória a equipe realizava bloqueio na Vicinal acesso ao Portão de Ferro, momento em que indivíduos utilizando camionete S 10 gabinete dupla, avistaram a equipe evadindo do local em alta velocidade, adentrando vários carreadores, onde foi feito acompanhamento obtendo êxito em localizar o veículo, onde foram encontrados e apreendidos: 01 Tarrafa, 02 varas telescópicas, 01  molinete, 01 caixa de isopor contendo 33 kg de pescados, sendo Curimba, Tilápia e Porquinho. Todo o pescado foi doado para Associação Vicentina em Guaraci-SP. 


Administrativamente será elaborado o AIA no valor de R$ 1.360,00 por pescar em utilizando petrecho proibido nos três indivíduos fiscalizados.


Na terceira ação da Polícia Ambiental neste final de semana, durante patrulhamento rural com vistas a caça e pesca predatória e equipe avistou indivíduos aos fundos da Fazenda Barreiro Grande ao redor do reservatório de Marimbondo no Rio Grande em Colômbia.


Os indivíduos se evadiram dos veículos que estavam e fugiram antes da aproximação da equipe. Nos dois veículos foram encontrados 260 peixes das espécies Pintado, Curimbatá, Barbado, Piranha, Piauçu, Tucunaré e Tilápia e uma carteira de pescador profissional sendo de um dos fugitivos.


Administrativamente será elaborado o AIA no valor de R$ 5.900 por pescar em período proibido.


A Piracema é o período de suma importância para a reprodução dos peixes e a garantia que eles estejam presente em nossos rios no futuro, por isso devemos respeitar a natureza.




Mais Fotos

COMPARTILHE PARA SEUS AMIGOS:

Banner 2