• segunda, 25 de maio de 2020
  • |
  • 18:22
Foto: Divulgação

Polícia Ambiental de Barretos flagra comércio e armazenamento de peixes ilegal em Colômbia

18/05/2020


A Polícia Ambiental de Barretos recebeu uma denúncia de que um pescador estava armazenando ilegalmente peixes em um container às margens do Rio Grande, em um local conhecido como Porto Bambu, para posterior comercialização.


Uma equipe esteve no local e constatou a veracidade da denúncia, sendo que no momento da chegada, conseguiu abordar dois indivíduos, sendo o pescador vendedor responsável pelo container, e outro comprador, que estava com um caminhão baú originário do município de São Paulo, carregado com o seguinte:


1.517,40 kg de curimba;


200 kg de traíra;


100 kg de mandi.


Cerca de 42 kg desses peixes estavam com tamanhos inferiores ao permitido para captura.


Indagado o motorista sobre a origem dos peixes, informou que comprou de dois pescadores profissionais, porém não apresentou nenhum documento comprobatório.


Quanto ao pescador responsável pela venda dos peixes nativos, após perguntado sobre sua carteira de pesca profissional, ele apresentou seu RGP (registro geral de pesca) vencido desde o ano de 2009 e não apresentou nenhum protocolo de renovação, estando assim sem autorização para realizar as atividades de pesca profissional e respectivo comércio.


Diante das irregularidades constatadas, os peixes e o caminhão foram apreendidos e elaboradas quatro multas em desfavor dos infratores, que totalizaram o valor de R$ 39.244,30.


Os peixes apreendidos foram doados ao Hospital de Amor de Barretos.


Os infratores responderão a processo pelo crime previsto no artigo 34 da Lei 9.605/98, cuja pena é de detenção de 1 a 3 anos.


O pescador que estava comercializando os peixes, possui diversas passagens pela polícia ambiental, sendo que também recebeu uma advertência por ter colocado o container em área de proteção ambiental, que configura crime previsto no Artigo 48 da Lei 9605/98, com pena de detenção de 6 meses a 1 ano.




COMPARTILHE PARA SEUS AMIGOS:

CASA DE CARNES GAÚCHA 2