• quarta, 16 de outubro de 2019
  • |
  • 01:16

Vítima de tentativa de feminicídio sobrevive e fala com nossa equipe como tudo aconteceu e agradece o milagre de Deus na sua vida

03/10/2019


Caso de feminícidio exibido no Programa do Léo, ocorrido no último dia 16, chocou mais uma vez toda população da região, pela crueldade que um homem agrediu sua companheira e que pelas imagens, seria difícil acreditar que a vítima sobrevivesse a tamanha agressividade e covardia. Mais a fé de Dona Marlene a ajudou e após mais de 10 dias hospitalizada e agora na sua casa se recuperando, ela falou com nossa equipe e contou como tudo aconteceu naquele dia e como já estava o comportamento do autor do crime, dias antes de premeditar e esfaquear ela. Segundo Dona Marlene alguns dias antes, Luiz estava insistindo com ela que se casasse com ele, pois ele tinha separado da esposa e aparentava que como prova de mostrar para ex-mulher dele, que ele poderia ter outra pessoa, começou a pressionar ela para casamento, porém ela respondeu que não e isso já começou a despertar uma irá e desconfiança em Luiz que já começou a questionar sua companheira que ela teria outra pessoa, onde ela respondia a ele que jamais que ele nem dava espaço pra que isso acontecesse e que somente não queria casar pois ela já era divorciada e não gostaria de se casar novamente. Um dia antes do crime, no domingo dia 15, Dona Marlene relatou que eles passaram o domingo juntos, almoçaram, foram a missa, saíram ainda para buscar um pouco de terra para plantas. Antes de almoçarem a vítima relata que o autor saiu para tomar banho e demorou um pouco para retornar, porém chegou pediu que a mesma fritasse ovo caipira, onde a mesma preparou todo almoço e o casal almoçaram juntos. Após o almoço a filha de Dona Marlene fez uma ligação para ela, onde falaram por alguns minutos e durante a ligação Dona Marlene percebeu que Luiz estava ficando nervoso onde chegou a ouvir um soco na mesa, mais Luiz alegou que só tinha batido o relógio. Terminada a ligação Dona Marlene foi lavar a louça e quando estava de costas para Luiz, em um ato de covardia ele a golpeou pelas costas com uma faca. Nesse momento começaram a lutar por cerca de 10 minutos, onde Luiz dizia que a mataria que ela estaria o traindo, que não era filha no telefone e sim outra pessoa, onde Dona Marlene afirma que tem a ligação grava da sua filha e que ele estava em crise de ciúmes e possessivo não aceitando o não como resposta para se casar. Dona Marlene conta que após ser esfaqueada pelas costas se virou e segurar a faca que chegou a entortar, na luta Luiz pegou outra faca e continuou a golpear ela. A vítima começou a gritar pedindo socorro, e ela conta que vendo tanto sangue percebeu suas vistas se escurecerem, mais com um milagre e pela sua fé se enrolou e uma toalha e conseguiu sair na vizinha e pediu para que o vizinho tirasse o carro dela mesmo e a levasse para hospital, e assim como se tivesse sendo amparada por anjos de Deus, Dona Marlene teve forças para chegar ao hospital consciente mesmo com ferimentos tão graves e muita perca de sangue. Antes de se evadir da cena do crime Luiz chegou a falar para os vizinhos “eu matei ela”, e antes de sair Luiz teve a placa do seu carro anotada o que ajudou no dia do crime a polícia prender o mesmo. Após 11 dias de internação, com ferimentos tão graves e com uma perfuração de pulmão que teve que ser feita uma drenagem para salvar a vida de Dona Marlene, hoje ela em casa ainda com as marcas de pontos por vários lugares do corpo, mais viva e com sua fé ainda aumentada.


Agora na recuperação Dona Marlene ainda fala de medo e pânico de Luiz sair da cadeia e poder tentar novamente, ela e os filhos ainda tem muito medo de tudo que passaram. Já emocionada Dona Marlene fala da força de Deus que ela teve no dia do fato, agora agradece amigos e filhos que estão ao lado dela, e que as feridas do corpo vão cicatrizar mais as da alma ficam, e por isso ela vai procurar um psicólogo para superar todos os medos e o que ela passou e em nome de Jesus ela ficará bem.


Foram 3 anos de relacionamento até que Luiz cometesse esse ato de covardia, ele permanece preso o inquérito policial pela DDM deverá ser concluído e remetido ao fórum para que ele responda pelo crime bárbaro que cometeu. A Delegada da DDM está acompanhando de perto a recuperação de Dona Marlene e dando apoio necessário para sua recuperação não só física mais também psicológica.




Mais Fotos

COMPARTILHE PARA SEUS AMIGOS:

Prefeitura Municipal de Barretos 2