• quarta, 16 de outubro de 2019
  • |
  • 02:28

Fiscalização da Polícia Ambiental apreende aves, armas e faz autuação de mais de R$150.000,00 em criador de Jaborandi

05/06/2019


Um trabalho de fiscalização da Polícia Ambiental de Barretos, resultou após uma denúncia no último dia 23, em flagrar aves em situação de maus tratos, aves com anilhas irregulares e apreender armas de fogo em uma propriedade na zona rural em Jaborandi. Segundo o Sargento Casagrande, após receber as informações uma operação foi desencadeada para a fiscalização dessa denúncia, onde ao chegar ao local denunciado e feito contato com morador do local, ele se apresentou aos policiais como criador, iniciada a fiscalização já foram flagradas várias aves em situação de maus tratos e com irregularidades, indagado se havia mais aves a princípio ele negou, porém devido aos indícios foi feita uma vistoria no imóvel, onde em um quartinho foram encontradas mais aves, no interior da casa ainda mais pássaros e também foram localizadas armas e munições. No total foram 130 aves apreendidas e devido a situação encaminhadas para a Base da Polícia Ambiental de Barretos para dar início a fiscalização da procedência das aves. Quando ao criador de 47 anos foi encaminhado ao Plantão Policial em Barretos onde foi apresentado e autuado em flagrante pelo crime de posse irregular de arma de fogo, onde foram apreendidas uma espingarda Rossi de pressão, uma espingarda calibre 28 e munições calibre 28. Após tomar ciência dos fatos o delegado plantonista arbitrou uma fiança no valor de R$1.000,00, a qual foi paga pelo indiciado e o mesmo irá responder pelo crime em liberdade.


Como já era noite após todas as aves levadas para a Polícia Ambiental e recebendo os cuidados devidos, pela manhã se iniciou o trabalho de verificação, sendo medidas as anilhas, conferidas a autenticidade e a numeração de cada ave. Trabalho que se arrastou por alguns dias devido à grande quantidade de pássaros e que finalizou com resultado de que dos 130 pássaros, 71 estavam com anilhas adulteradas ou falsas além de mais de 40 gaiolas terem pássaros com situação de maus tratos, resulto em um autuação ao criador no valor de R$156.600,00.


A Polícia Ambiental alerta aos criadores que não basta ser cadastrado para ter as aves, esses pássaros ou qualquer animal que seja, devem ter boas condições de tratamento pelo criador, onde maus tratos e não cumprimento das regras podem acarretar em multas e perca da licença e dos animais. O Sargento também frisa que a Polícia Ambiental está à disposição de toda a população e criadores para orientação e esclarecimento, pois no caso das aves não basta simplesmente estar com a anilha, pois ela pode ser falsa ou adulterada e a Polícia Ambiental tem condições de fazer essa verificação para que se possa adquirir uma ave em condições legais de criação.


Após todo o trabalho, as aves que estavam em condições já foram soltas no habitat natural, as aves que não estão em condições necessitam de uma reabilitação onde serão encaminhadas ao VITAS na cidade de Franca para que possam ser reestabelecidas e colocadas em condições de retornar a natureza.




Mais Fotos

COMPARTILHE PARA SEUS AMIGOS:

Prefeitura Municipal de Barretos 2