• terça, 23 de abril de 2019
  • |
  • 16:51

Ocorrência que mais virou um mistério mobiliza várias viaturas da PM e equipe médica do SAMU em Barretos

15/04/2019

Um chamado de uma ocorrência de roubo seguida de estupro pela Vicinal Pedro Vicentini em Barretos, mobilizou várias viaturas da Polícia Militar e a Unidade Avançada do SAMU com equipe médica para o local da ocorrência. Segundo o acionamento um casal teria sido roubado e após o assalto e a vítima do sexo feminino ainda ter sido abusada sexualmente, o casal conseguiu chegar até o aeroporto de Barretos e pedir ajuda. Rapidamente várias viaturas da Polícia Militar se deslocaram para o local juntamente com equipe médica do SAMU, porém com a chegada das equipes, a ocorrência que seria de natureza gravíssima, acabou virando um verdadeiro mistério. A possível vítima do sexo feminino de 32 anos se encontrava no interior do aeroporto enquanto o rapaz de 31 anos se encontrava caído do lado de fora caído ao lado da carca. Ao serem indagados sobre o ocorrido começou o mistério, segundo a mulher não teria ocorrido o roubo e sim o rapaz teria tentando abusar sexualmente da mesmo em meio ao canavial. Já o rapaz sem saber da versão da mulher confirmou o assalto e que teria ainda sido agredido pelos ladrões. Após conversa com ambos e a afirmativa da mulher e que ainda podia perceber alguns arranhões no seu pescoço, os militares deram ciência ao homem que ele estaria sendo preso pelo crime de tentativa de estupro e que seriam apresentados na delegacia. A equipe médica do SAMU tentou avaliar a mulher que seria a vítima de um abuso, porém ela recusou atendimento, já o cidadão alegava que pelo espancamento não conseguia andar, mais após a avaliação médica nada foi constatado de lesão nem mesmo um arranhão, mais diante da afirmação de não conseguir andar, a equipe do SAMU levou o rapaz para passar por avaliação na Santa Casa onde ficou sob escolta policial, enquanto a ocorrência era apresentada na DDM. Pela delegacia o mistério e surpresa, a mulher que antes havia alegado ter sofrido a tentativa de abuso e estuprada pelo rapaz negou tudo, e disse que na verdade teriam usado álcool de drogas a noite toda em companhia de outras pessoas no canavial e nada teria ocorrido de abuso. Pelo hospital o rapaz confessou a mesma versão aos policiais sobre o uso de bebida e drogas toda a noite. Diante da verdadeira confusão criada a delegada deliberou pelo registro da ocorrência de lesão corporal devido a algumas marcas no pescoço da moça e o caso será investigado, podendo durante o curso da investigação ser mantida a lesão corporal ou mudar a tipificação caso exame de IML comprove que a mulher tenha sido abusada, ou até uma falsa comunicação de crime. 



COMPARTILHE PARA SEUS AMIGOS:

Prefeitura Municipal de Barretos 2